CICLONE IDAL DESTROÇOU BOA PARTE DA CIDADE PORTUÁRIA DE BEIRA NO MOÇAMBIQUE


Um missionário de Cabo Verde relatou em seu Facebook acerca do estrago que ocorreu no Moçambique, pelo ciclone idal, que destroçou praticamente toda a cidade portuária de Beira. 

Foram confirmadas pelo menos 200 mortes no ocorrido no país, porém o presidente relatou que o número é bem maior, e se estende a mais de mil pessoas. 

Gente, meu irmão Rawderson mora na cidade da Beira com a família dele. A cidade foi 90% devastada pelo ciclone na semana passada. Estão sem luz, sem água e estão acontecendo coisas terríveis. O caos está instalado na cidade. Ele só pode sair de casa de barco. Amanhã, uma igreja americana está enviando o avião particular de resgate de missionários para buscar todos os nossos missionários da JMM e outros mais. Oremos por esse resgate.
Para piorar a situação, há uma barragem em Zimbábue que está super cheia e precisa abrir as comportas senão vai romper. Isso significa que irá em direção à cidade da Beira uma onda violenta. Isso será amanhã (4a feira), no máximo, depois de amanhã. Oremos pelos que ainda estão lá. O presidente de Moçambique suspeita de mais de 1000 mortos na região.
Moçambique está mal. Precisamos orar e quem puder ajudar, a JMM já abriu um canal pra isso.
Todos os projetos que foram construídos por missionários estão no chão. Todos. Os templos, seminários, casas de apoio e serviços públicos. Hospitais… tudo.
Sobrou apenas 10% da cidade “em pé”.
Não consigo falar com meu irmão, pois a comunicação caiu. De vez em quando conseguem um sinal, mas como não têm luz, não dá pra carregar celular. Ontem foi o último contato que tivemos com ele.
Está terrível a situação. Quem puder, ore e leve esse assunto para a igreja orar.”

Postar um comentário

0 Comentários