Header Ads Widget

Responsive Advertisement

Recentes

6/recent/ticker-posts

Debate inédito no mundo: Médicos debatem tratamento precoce da COVID-19.

A Gazeta do Povo promoveu o primeiro debate ao vivo entre médicos sobre o Tratamento Precoce da COVID-19 no Brasil. 
O inédito deste debate é que foram convidados seis médicos de notório saber sobre o tema, sendo três favoráveis e três contrários ao tratamento precoce.
Médicos favoráveis foram os Drs. Anthony Wong, Francisco Cardoso e Zeballos. Os mesmos defendem a abordagem precoce, já nos primeiros dias de sintomas, conforme protocolos elaborados por vários grupos de médicos, planos privados de saúde e também em várias cidades brasileiras.
Os defensores do tratamento precoce apresentaram estatísticas favoráveis e extensa bibliografia (artigos científicos e publicações) com nível de evidência 2A, com recomendação B para tratamento que, segundo os mesmos, é utilizada pela maioria da medicina praticada mundialmente.

Por seu lado, contestados pelos contrários, Drs. Clovis Arns, Luis Jorge Moreira Neto e Jair Biatto
que tentaram combater o argumento do Tratamento Precoce, porém estes não apresentaram provas contrárias consistentes, caindo na tentação de desmoralizar os argumentos contrários com rótulos como, por exemplo, comparando-os a Homeopatia e outras terapias. Ainda na tentativa de de justificar a não necessidade do Tratamento Precoce, menciona o programa Alertar realizado em uma parceria com a SBI - Sociedade Brasileira de Infectologia e o 
Instituto Estater, uma ONG de uma instituição financeira de São Paulo, que estaria distribuindo oxímetros aos suspeitos de COVID-19 carentes, para que estes procurem assistência somente quando a Saturação de Oxigênio no sangue começar a cair. O Dr. Clóvis Arns mencinou que os oxímetros custarão  próximo a R$ 200,00, porém esta redação foi checar e há no mercado para venda a qualquer cidadão pela internet oxímetros semelhantes por custo próximo a R$ 70,00 (três vezes menos o mencionado).
A repercussão do debate no meio médico foi grande, gerando manifestações diversas, porém a maioria dos comentários foi altamente favorável ao Tratamento Precoce.

Postar um comentário

0 Comentários